Notícias

Trabalhadores capixabas recusam proposta de ACT na Embratel

14/12/2011 - 8h06 - Sinttel-ES - Redação
Imprimir

Seguindo a orientação da Fenattel e da comissão nacional de negociação, a proposta da Embratel não emplacou no ES. Os trabalhadores reunidos em assembleia, nesta quarta-feira (14), recusaram por 40 votos contra 25 o reajuste e os benefícios propostos pela empresa, visando a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho 2011/2012. A votação foi secreta, na portaria da empresa, no Centro de Vitória. Veja vídeo

A apuração do resultado é nacional, obedece ao somatório dos votos nas assembleias realizadas em todo o país. Portanto, mesmo que o ES rejeite, caso o resultado geral for pela aprovação, a proposta deverá ser acatada pelos capixabas.

A proposta rejeitada foi:

1. Reajuste dos salários em 6,66% até o limite de R$ 7.000,00 com valor fixo de R$466,20 para os salários acima do teto;
2. Reajuste no auxílio refeição (R$18,58) e cesta básica (R$ 168,66) em percentual de 7.66%;
3. Auxílio creche com reembolso de até R$ 350,00 (10,6%) sem participação do empregado;
4. Auxílio dependente especial com reembolso até o limite de R$570,00 (10,6% de reajuste) sem participação do empregado;
5. Reembolso do auxílio babá até 7 anos com opção do empregado pelo auxilio creche;
6. Inclusão, como dependente para efeito de AMO, nos casos de união homoafetiva;
7. Inclusão do benefício complemento do auxílio doença no ACT e outros itens relativos a assédio moral, assistência jurídica e saúde.

Além da proposta para o ACT, em contato posterior a última reuniãoa empresa sinalizou para a comissão compromisso de discutira data base, que queremos para setembro, rediscutir a participação dos sindicatos na comissão que negocia o pagamento do PPR, e também sobre banco de horas e controle de frequência.

Inscreva-se para receber notícias do SINTTEL-ES pelo WhastApp.
Envie uma mensagem com o seu nome (completo) e o de sua empresa para (27) 98889-6368

Sinttel-ES