Notícias

Telefonistas terão reajuste no piso de 2,45% em Convenção Coletiva

01/07/2020 - 13h17 - Sinttel-ES - Redação
Imprimir

O reajuste nos salários e no auxílio-alimentação (tíquete ou cartão) será retroativo a 1º de maio.

O Sinttel-ES fechou um acordo com o Seaces (Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação no ES) e garantiu o reajuste de 2,45%. O reajuste recompõe a inflação do período e a perda do poder de compra dos salários entre 1º de maio de 2019 e 30 de abril de 2020.

Neste momento de grave crise econômica devido à pandemia da Covid-19 e da ausência de políticas do governo federal que deveriam garantir uma renda mínima para os mais de 45% da população que estão desempregados, desalentados e na informalidade, o reajuste é uma grande conquista.

A própria Convenção Coletiva de Trabalho que garante direitos que não tem lei que obrigue as empresas a cumprir, é outra conquista importante, aja vista as medidas provisórias baixadas pelo presidente Jair Bolsonaro retirando direitos trabalhistas desde que o Estado de Calamidade Pública foi decretado em março passado.

As conquistas

Reajuste no piso salarial para telefonistas:

Auxílio-Alimentação  (tíquete alimentação/Refeição ou Cartão Alimentação)

O reajuste eleva o valor diário do  auxílio-alimentação de R$ 14,84 para R$ 15,20 por dia trabalho efetivamente. As empresas podem descontar 10% do valor total do benefício como participação do empregado, de acordo com a lei que instituiu o  Programa de Alimentação do Trabalhador (PAT).

Auxílio-Creche

As telefonistas vão continuar usufruindo do auxílio-creche no valor de 20% do piso salarial.

Seguro 

Reaproveitamento profissional

A CCT manteve essa cláusula importante para essa categoria, permitindo que as empresas sucessoras nos contratos de mão de obra terceirizada devam aproveitar as telefonistas.

Inscreva-se para receber notícias do SINTTEL-ES pelo WhastApp.
Envie uma mensagem com o seu nome (completo) e o de sua empresa para (27) 98889-6368

Sinttel-ES