Notícias

Sinttel chama assembleia com trabalhadores/as no Grupo Oi

24/08/2017 - 10h59 - Sinttel-ES - Redação
Imprimir

O Sinttel-ES convoca os/as empregados/as nas empresas do Grupo Oi para que discutam e definam a pauta de reivindicações que será enviada à empresa, objetivando negociar o Acordo Coletivo de Trabalho 2017/2018. A data base é 1º de setembro.

Dia 30/08, às 8 horas, no Rosário, Centro de Vitória

Devemos lembrar que, com a situação caótica que ameaça a democracia, provocada pelo golpe parlamentar/jurídico/midiático contra uma presidenta eleita Dilma Rousseff e a instalação de um governo corrupto, considerado a maior quadrilha de bandidos do Brasil, teremos que ter muita energia para não permitir que a Oi possa se aproveitar deste momento e impor perdas, seja de direitos ou de benefícios.

Também devemos lembrar do momento por que passa a empresa, mas não com medo e sim, com dignidade e cabeça erguida. A situação de penúria da Oi é de responsabilidade exclusiva de sua direção e dos vários negócios de risco – que beneficiaram uns e outros – deixando a empresa quebrada.

O setor de telefonia sempre esteve unido quando se trata de oferecer míseros ou zero% de reajustes, cortar benefícios e impor perdas como vem acontecendo nos últimos anos. Aliás, tem sempre um desculpa para nivelar por baixo: as operadoras incorporaram outras empresas, fazem dívidas milionárias e depois querem que os empregados paguem a conta.

O lixo da Reforma Política e a volta da escravidão com a Reforma Trabalhista

Há uma apatia geral na classe trabalhadora, que está esperando não sei o quê de pior, que ainda pode acontecer, para ir às ruas, pressioar e combater aqueles que se dizem nossos representantes no Congresso Nacional e este presidente golpista Michel Temer que só querem retirar os direitos da classe trabalhadora, se perpetuar no poder com o tal distritão, reduzir dívidas dos empresários, vender a Eletrobrás, a Petrobrás e o pré-sal e acabar com os programas sociais, como já foi extinto: Farmácia Popular; Ciências Sem Fronteiras, Programa de crédito para a agricultura familiar, e etc.

Até quando vamos achar que não é com a gente o que essa gente está fazendo com o povo e o Brasil?

Somos chacota internacional por ter um presidente sem votos e mais sujo que pau de galinheiro, que comprou 390 deputados com emendas parlamentares par não ser processado e afundou o Brasil no rombo que passa de R$200 bi, ou alguém acredita que será de R$159 bi?

Aqui dentro, voltamos à escravidão com a reforma Trabalhista, sem direitos e vamos ficar sem as empresas públicas do setor de energia, estratégicas em qualquer país, menos aqui. Nós da telefonia sabemos o que é isso. Demissão, terceirização, precarização do trabalho e redução de salário.

NAPRESSÃO

CUT lança site que é uma ferramenta de mobilização, via internet. Ela oferece um jeito prático de pressionar – por e-mail, telefone ou redes sociais – autoridades e representantes de qualquer instância do Executivo, no Legislativo ou no Judiciário.

O endereço é https://napressao.org.br/

É só entrar e selecionar os temas: Diretas Já!, Reforma da Previdência, Reforma Política. É possível saber quais são os parlamentares que são a favor, estão indecisos ou são contra. Daí o internauta pode ativar o “ultrapressão” e enviar mensagens rápidas com textos já pré-escritos e até telefonar para os parlamentares que votem para convocar eleições Diretas, numa tentativa de acabar de vez com o golpe e restaurar a democracia através do voto.
Temos sete deputados golpistas que precisam ser pressionados assim como os três senadores.

Reforma da Previdência:

Lute para brecar, ou morrerá trabalhando sem conseguir se aposentar

A mesma pressão deve ser exercida contra o projeto que está na Câmara dos Deputados e que vai arrebentar com a aposentadoria de milhares de trabalhadores do País.

A Reforma da Previdência não é necessária. Não há rombo nenhum, Pelo Contrário. Há, sim, dinheiro para pagar os aposentados, desde que o governo pare de desviar para outras áreas os recursos que deveriam fazer parte da seguridade social.

Também é importante que grandes devedores, como os irmãos Joesley Batista (JBS, da Friboi) que devem R$ 1,8 bilhão, os bancos, a Vale (R$ 275 milhões), entre outros, paguem a dívida de R$ 426,07 bilhões com a Previdência.
Vamos entupir os e-mails e as redes sociais desses políticos que são contra a sua aposentadoria, mas não a deles. NAPRESSÃO é um caminho, mas ir às ruas, participar das greves e manifestações é fundamental.

Assista o vídeo de Maria Lucia Fatorrelli, Coordenadora da Auditoria Cidadã da Dívida Pública do Brasil. Voce vai conhecer as várias contribuições que recebe a Previdência e a Seguridade Social e como o Governo Temer desvia o dinheiro para outras finalidades e vem dizendo que a previdência tem rombo. Uma mentira!

Inscreva-se para receber notícias do SINTTEL-ES pelo WhastApp.
Envie uma mensagem com o seu nome (completo) e o de sua empresa para (27) 98889-6368

Sinttel-ES