Notícias

Sinttel e outros sindicatos são homenageados nos 60 anos do Dieese/ES

26/11/2015 - 9h04 - Sinttel-ES - Redação
Imprimir

Sandra Bortolon, coordenadora do Dieese/ES, Nilson Hoffmann, presidente do Sinttel-ES e José Silvestre, Coordenador Nacional do Dieese.

Os 60 anos de atuação do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) foram lembrados pela Assembleia Legislativa (Ales) em sessão solene realizada nesta quarta-feira (25) no plenário Dirceu Cardoso. O evento, que marcou também os 30 anos do escritório regional da instituição, fez uma homenagem a diversos sindicatos capixabas. O presidente do Sinttel-ES, Nilson Hoffmann, foi quem recebeu a homenagem.

Padre Honório (PT), que abriu a sessão, justificou a ausência do companheiro de partido Nunes, proponente da iniciativa juntamente ao deputado Dary Pagung (PRP), que foi à Brasília para ajudar na renegociação das dívidas dos agricultores capixabas decorrentes da crise hídrica. O petista reconheceu o trabalho do Dieese. “Trata-se de um momento muito importante para pessoas que fazem história no Estado”.

Em seguida, Janete de Sá (PMN) se disse honrada em receber os “companheiros sindicalistas”. A deputada destacou que “veio como sindicalista” ao evento, pois lembrou que participa na negociação das reivindicações de empregados da mineradora Vale com a cúpula da multinacional.

Ela se referiu ao Dieese como “instrumento confiável da classe sindical” na mesa de negociação. “Tenho certeza que apesar das adversidades os trabalhadores são gratos a esses sindicalistas abnegados responsáveis por melhorar a qualidade de vida dos trabalhadores do Espírito Santo”, salientou.

A supervisora técnica do Dieese-ES, Sandra Bortolon, explicou que o órgão “é uma associação privada criada pelo movimento sindical a fim de instrumentalizar os trabalhadores na assessoria às negociações coletivas e na vida sindical”. “É a ciência do mundo do trabalho”, afirmou. Segundo ela, nos últimos dois anos, a entidade assessorou mais de mil negociações.

Para ela, a credibilidade adquirida em sua trajetória deve-se à sua unidade política. “O Dieese tem uma característica fundamental, que é a credibilidade junto aos agentes sociais e econômicos (…) fundamentalmente porque é uma entidade autônoma, mas que ao mesmo tempo tem uma unidade política”, defendeu.

Em sua rápida fala, o secretário de organização Central Única dos Trabalhadores (CUT-ES), Obadias Souza Filho, analisou que “quando uma negociação é assistida pelo Dieese o resultado é outro”. O vice-presidente da Central dos Trabalhadores Brasileiros (CTB), Josué King Ferreira, lembrou que o surgimento da entidade deu mais equilíbrio nas reivindicações junto aos patrões.

Representante Central da Classe Trabalhadora (Intersindical-ES), Fabrício Coelho registrou “a importância do Dieese enquanto assessoria de pesquisa, enquanto proposição social também para o parlamento. Os partidos de esquerda e progressistas também (são) aliados do Dieese em várias propostas, como a taxação de grandes fortunas”.

Já o secretário-geral da Nova Central Sindical dos Trabalhadores do ES, Wellington Bezerra reiterou o suporte dado pelo órgão nas negociações. “Os patrões sempre estão bem assessorados com números falsos para levar vantagem na negociação coletiva. E nós precisamos estar sempre amparados por um instituto de credibilidade tamanha como o Dieese”, avaliou.

O coordenador regional do Dieese-ES, Max Célio Carvalho, reconheceu que a atuação da entidade vai além do fornecimento de dados. “Percebi que o Dieese não era só para dar essas estatísticas (…) o comportamento na mesa de negociação tem que ser diferenciado”, pontou.

A subsecretária de Estado de Trabalho Fernanda Maria Souza adiantou que o governo está empenhado na construção do projeto “Observatório do Trabalho”. “É importante a gente ter informações mais minuciosas sobre o mercado de trabalho principalmente nos dias atuais, então a gente está com essa tarefa para 2016”.

SoleneDIEESE_25112015_convidado5_baixa_ReinaldoCPor fim, o coordenador de relações sindicais do Dieese nacional, José Silvestre de Oliveira fez uma síntese das seis décadas de história da entidade desde a sua fundação até os dias atuais. “Se eu pudesse definir a criação do Dieese eu definiria com duas palavras: a primeira foi ousadia e a segunda sabedoria”, ressaltou.

Silvestre destacou ainda alguns episódios marcantes pelas quais a organização passou, como em 1958/59, quando viabilizou a proposta que deu origem ao índice de custo de vida “para fazer frente às reivindicações dos trabalhadores perante aos índices oficiais.” Mais para frente, disse que “não existe em país nenhum do mundo uma instituição similar ao Dieese”.

De acordo com ele, na Europa, Ásia e Estados Unidos as entidades sindicais e particularmente as centrais sindicais têm os seus próprios institutos de assessoria e pesquisa, mas uma instituição de caráter intersindical e plural, que trabalha todas as entidades (…) só tem o Dieese. Acho que é graças a isso que o Dieese se mantém vivo”, concluiu.

Logo após, representantes dos sindicatos receberam homenagens. O presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria de Energia e Empresas Prestadoras de Serviço no Setor Elétrico e Similares (Sinergia), Edson Wilson Bernardes França, foi o escolhido para falar em nome dos laureados.

“O Dieese enfim é a melhor ferramenta politico-científica que nós temos, a nossa luta é para que a gente consiga que mais entidades possam entender a importância que tem o Dieese para os trabalhador, na formulação de políticas, formação de quadros”. Ele pediu que entidades ainda não filiadas à instituição façam a adesão.

Homenageados – Associados Dieese-ES

1. Senalba – Sindicato dos Empregados em Entidades Culturais, Recreativas, de Assistência Social, de Orientação e Formação Profissional
2. Senge – Sindicato dos Engenheiros no Estado do Espírito Santo
3. Simes – Sindicato dos Médicos do Espírito Santo
4. Sindaema – Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente
5. Sindfer – Sindicato das Indústrias Metalúrgicas e de Material Elétrico
6. Sindialimentação – Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias de Alimentação
7. Sindibancários – Sindicato dos Bancários
8. Sindicomerciarios – Sindicato dos Empregados no Comércio
9. Sindienfermeiros – Sindicato dos Enfermeiros do Espírito Santo
10. Sindiestivadores – Sindicato dos Estivadores e Trabalhadores em Estiva de Minérios
11. Sindijudiciários – Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário do Espírito Santo (SINDJUD)
12. Sindilimpe – Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Asseio, Conservação e Limpeza Pública
13. Sindimetal – Sindicato dos Metalúrgicos
14. Sindipetro – Sindicato dos Petroleiros
15. Sindiupes – Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do ES
16. Sindserv – Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de São Mateus
17. Sinergia – Sindicato dos Trabalhadores na Indústria de Energia e Empresas Prestadoras de Serviço no Setor Elétrico e Similares
18. Sinpro – Sindicato dos Professores
19. Sinticel – Sindicato dos Trabalhadores Químicos e Papeleiros
20. Sintraconst – Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil
21. Sintramassas – Sindicato dos Empregados das Indústrias de Panificação e Confeitaria
22. Sinttel – Sindicato dos Trabalhadores em Telecomunicações
23. Suport – Sindicato Unificado da Orla Portuários

Marcos Bonn/Web Ales Fotos: Reinaldo Carvalho
Web Ales

Inscreva-se para receber notícias do SINTTEL-ES pelo WhastApp.
Envie uma mensagem com o seu nome (completo) e o de sua empresa para (27) 98889-6368

Pin It on Pinterest

Sinttel-ES