Notícias

Rejeitada proposta da Nokia Siemens. Negociação continua dia 10/05

06/05/2011 - 9h46 - Sinttel-ES - Redação
Imprimir

A reunião de negociação do Sinttel Rio e Sinttel/ES com a Nokia Siemens, dia 29 de abril, não avançou. Reajuste menor que a inflação e ainda escalonado, INPC (6,3%) apenas para o valor do tíquete e R$ 80 para auxílio creche não convenceu a comissão de negociação. Empresa disse que apresentará proposta de PPR no dia 10 de maio.

Depois de um silêncio de quase um mês e de promessas não cumpridas, a Nokia Siemens finalmente agendou uma reunião para apresentar suas propostas para renovação do Acordo Coletivo com os trabalhadores de manutenção das plantas interna (MPI/Velox) e externa (MPE) e de Participação nos Resultados (PPR).

A data base do pessoal de MPI é 1º de março. A proposta aprovada pela assembleia foi entregue à empresa no início de março e só no dia 5 de abril, após muitas cobranças, se reuniu com os sindicatos. Ficou acertado que ela enviaria uma proposta por escrito, o que não aconteceu até o final de abril.

No dia 29, afinal, a empresa trouxe a primeira proposta. Tão indecente que foi rejeitada pelos sindicatos na hora. A proposta era de reajuste de 4,5% para salários até R$ 1.500,00 quando o INPC do período é de 6,36%. Esse índice só foi oferecido para reajustar o valor do tíquele alimentação. Um desrespeito total.

O escalonamento que a empresaa queria era de 4,5% de reajuste para quem ganha até ate R$ 1.500,00. De R$ 1.501,00 a R$ 3 mil, o reajuste seria de 3%. Acima de R$ 3 mil, 2%. A empresa ainda ofereceu R$ 80 para o auxílio creche, uma reivindicação histórica dessa categoria e que até o último ACT não havia sido conquistada.

Inscreva-se para receber notícias do SINTTEL-ES pelo WhastApp.
Envie uma mensagem com o seu nome (completo) e o de sua empresa para (27) 98889-6368

Sinttel-ES