Notícias

Nossa Opinião – Derrotar Silvério dos Reis

19/04/2017 - 9h49 - Sinttel-ES - Redação
Imprimir

Na sexta, dia 21, o Brasil relembra Joaquim José da Silva Xavier, Tiradentes. Ele liderou a luta contra a cobrança de altos impostos pela Coroa Portuguesa. O chamado “Quinto”, o equivalente a 20% de toda a produção anual de ouro da região mineira.

Traído por Joaquim Silvério dos Reis, o movimento foi esmagado. Mas, o único que pagou com a vida foi Tiradentes, um dos poucos membros populares do levante.

E o que as telecomunicações têm a ver com isso? Tudo.

Numa das mais recentes delações da Operação Lava Jato, Emílio Odebrecht relata o esquema formado junto com a Globo, durante o governo FHC, para viabilizar a privatização das telecomunicações e do petróleo. Tiveram sucesso no caso das Telecom. Agora, está em marcha a privatização da Petrobras, com o golpista Temer.

Ninguém se surpreende com este governo. Ele está lá para efetivar os interesses do grande mercado e dos banqueiros, acabar com os direitos trabalhistas e previdenciários.

No setor de telecomunicações o desmonte continua com a entrega de toda a capacidade do satélite brasileiro que será lançado no dia 25 de abril, inviabilizando qualquer política pública no sentido da universalização da banda larga. Junte-se a isso o PLC 79 que entrega cerca de R$ 100 bilhões às operadoras: Oi, Vivo, Claro.

É interessante notar que Silvério dos Reis era grande conhecedor da legislação portuguesa. Sabia que se fosse o primeiro a delatar ganharia o perdão, inclusive de suas dívidas, e receberia favores da Coroa Portuguesa. No caso das telecomunicações, o setor sempre esteve ao lado do golpe e sabiam que receberiam um belo pagamento por esse alinhamento.

E a Globo? Essa, dispensa comentários. A sua postura, historicamente, está marcada pelo golpismo, o apoio à ditadura militar, contra os direitos dos trabalhadores e os verdadeiros interesses nacionais. Repete uma mentira o tempo todo para tentar torná-la verdade na mente da população.

A verdadeira traição dos golpistas, da Globo, das operadoras de telecomunicações tem que ser combatida. Entendemos que a luta pela universalização da banda larga, com os consequentes aumento do Produto Interno Bruto, da melhoria da educação e da saúde pública dependem da derrubada desses interesses. Por tudo isso apoiamos a greve geral do dia 28 de abril.

Vamos derrotar os atuais Silvérios dos Reis.

Instituto Telecom, Terça-feira, 18 de abril de 2017

Inscreva-se para receber notícias do SINTTEL-ES pelo WhastApp.
Envie uma mensagem com o seu nome (completo) e o de sua empresa para (27) 98889-6368

Sinttel-ES