Notícias

Maior operadora do País quer reduzir o PPR

15/06/2016 - 16h27 - Sinttel-ES - Redação
Imprimir

Nenhum direito a menos, nenhum passo atrás!

Lucro no 1º trimestre de 2016 foi de 1,2 bilhão

sjkahfReunida com a Comissão de Negociação dos Trabalhadores da Telefônica Brasil (Vivo/GVT), representados na Fenattel, para discutir o Programa de Participação nos Lucros e Resultados (PPR), a empresa deu marcha-ré, fazendo uma proposta de pagamento inferior àquela acertada no ano passado.

É claro, que os representantes dos empregados NÃO ACEITARAM. E dentre os motivos da rejeição está a divulgação pela empresa dos resultados vantajosos, fruto da dedicação e empenho de cada trabalhador/a. (Veja matéria publicada no Jornal Valor Econômico do dia 27 de abril).

Maior Ebtida da história da Vivo

chargeNo mesmo jornal, o presidente da empresa, Amos Genish, declarou orgulhoso: “É o maior Ebtida da história da Vivo”.

Nós, trabalhadores, ficamos felizes em saber disso e perguntamos: é dessa forma que a VIVO quer recompensar os/as seus/as trabalhadores/as?

Além de querer reduzir a parte dos empregados, a empresa teve a cara de pau de propor aumentar o programa de metas.

O clima não ficou bom na reunião, que aconteceu no dia 9 de junho em São Paulo.

Proposta (indecente) da Vivo/GVT para o PPR 2016

A proposta da empresa é reduzir o target de 2,2 salários para 2 salários.

Para os trabalhadores do administrativo e de loja, que recebem variável, a proposta é de reduzir para 0,5 salário.

Uma vergonha!

Já para os trabalhadores da área de campo, a proposta é permanecer em 0,5 salário.

A Vivo insiste em tratar PPR junto com Variável, mas deixamos claro que se trata de coisas diferentes e uma não pode interferir na outra.

Se não bastasse isso, a empresa ainda propôs aumentar as metas, ou seja, quer dificultar ainda mais o cumprimento delas.

Queremos um PPR igual para todos e equalizado pelo maior valor. Trabalhador, não vamos deixar isso passar em silêncio! Só vamos conseguir melhorar essa proposta se você estiver lutando junto com o Sindicato para exigir maior valorização do seu trabalho.

Dia 23/06 tem nova reunião

Os sindicatos reunidos na Comissão da Fenattel já disseram NÃO a essa proposta ridícula. Uma nova reunião está agendada para 23/06.

Esperamos que a Vivo avance e não ante “pra trás”, que nem caranguejo.

Queremos uma proposta que melhore nossos ganhos.

E não venha com esse discurso de crise, porque não vai colá!

Crise, que crise?

As outras operadoras, como a Oi por exemplo, demonstra estar numa baita crise por má gestão administrativa. Nem por isso, os sindicatos vão aliviar as negociações com ela, porque esse “estado” não é responsabilidade dos/as empregados/as.

E VAI SER ASSIM NA VIVO.

Quando a empresa lucra não quer dividir a grana com igualdade, mas quando dá prejuízo quer dividir a conta?

NEM PENSAR!

Inscreva-se para receber notícias do SINTTEL-ES pelo WhastApp.
Envie uma mensagem com o seu nome (completo) e o de sua empresa para (27) 98889-6368

Sinttel-ES