Notícias

Igualdade de salários e benefícios é o que se busca nas empresas do Grupo América Movil

20/05/2015 - 11h25 - Sinttel-ES - Redação
Imprimir

A Comissão Nacional de Negociação dos Trabalhadores (Fenattel) reuniu-se na semana passada com a Claro/Embratel para iniciar a negociação do Programa de Participação nos Resultados – PPR 2015.

Até o ano passado, havia formas diferentes de negociação, mas a partir da fusão das empresas Claro e Embratel no Grupo América Móvil, no Brasil, não há porque negociar indices, reajustes e benefícios diferenciados.

Mas essa não é a intenção dos representantes da empresa.

Na negociação de 2014 a empresa firmou o “compromisso de rediscutir os valores praticados no programa alimentação em abril de 2015, com objetivo de equalizar as diferenças”. Porém, em relação ao Vale Refeição, ainda existem valores diferentes em vários estados brasileiros, inclusive no interior de São Paulo, que devem ser unificados.

Trabalhadores querem respostas

A equiparação dos valores praticados nos benefícios (auxílios-alimentação, creche, reajustes e etc) mais o PPR 2015 são prioridades para os trabalhadores. Esses foram os dois temas que a Comissão Nacional de Negociação quis definir nessa reunião. Os trabalhadores cobram soluções urgentes, pois convivem com as diferenças lado a lado.

A empresa, por sua vez, não apresentou proposta para nenhum deles, alegando que ainda não tem definição, querendo ganhar tempo ou empurrar com a barriga.ilustra

Entretanto, seus representantes apresentaram outras propostas para tentar equalizar algumas cláusulas dos acordos da Embratel e Claro. Para supresa da Comissão de negociação todas as propostas eram para precarizar o que já existe hoje. A empresa quer unificar, mas por baixo e ganhar em cima do trabalhador de novo.

De pronto a Comissão de Negociação mostrou sua indignação sobre todos os pontos apresentados pela Claro/Embratel, acrescentando que todas as cláusulas dos acordos coletivos tem validade até 31/08/15 e que os Sindicatos, juntamente com os trabalhadores, não aceitarão a PRECARIZAÇÂO que se está pretendendo.

Quanto ao PPR e a equalização do vale refeição, a empresa informou que está discutindo internamente e que na próxima reunião programada para o dia 08/06 trará uma contraproposta.

CHEGA DE ENROLAÇÃO!

 

Inscreva-se para receber notícias do SINTTEL-ES pelo WhastApp.
Envie uma mensagem com o seu nome (completo) e o de sua empresa para (27) 98889-6368

Pin It on Pinterest

Sinttel-ES