Notícias

Ezentis quer implantar nova escala e trabalhadores se revoltam

30/06/2021 - 20h16 - Sinttel-ES - Redação
Imprimir

Reunião entre o SINTTEL e os trabalhadores na Ezentis com a presença dos diretores Reginaldo Biluca e Vanderlei Rodrigues e todos os cuidados sanitários contra a Covid-19

Os trabalhadores da Ezentis, prestadora de serviços de rede interna para as Operadoras Vivo e TIM em todo o Estado do Espírito Santo estão prontos para cruzarem os braços.

A empresa resolveu mudar a escala e anunciou que seria implantada nesta quinta-feira (01/07).  A nova escala – já implantada em outros estados – pode prejudicar os trabalhadores, porque a Ezentis troca as horas extras pagas em dois domingos trabalhados no mês, por folgas durante a semana.

Segundo a Ezentis, a empresa ajustou um TAC – Termo de Ajuste de Conduta com o Ministério Público do Trabalho no Rio de Janeiro. Ela foi denunciada por excesso de jornada porque os trabalhadores geravam horas extras nos domingos e feriados, além de serem acionados fora do jornada, nos plantões de sobreaviso.

Os 35 trabalhadores da Ezentis no ES não aceitam essa mudança, por considerarem que perderão renda salarial,.

Respeitando todos os protocolos sanitários para evitar a infecção pelo Coronavirus, o SINTTEL-ES, representado pelos diretores Vanderlei Rodrigues da Vitoria e Reginaldo Biluca, fizeram na manhã de hoje (30/06) uma reunião com os trabalhadores e ouviram todas as queixas.

Segundo os trabalhadores, a empresa vem impondo um arrocho salarial, quando não repõe as perdas da inflação pelo INPC nas negociações coletivas. Tanto é verdade que o reajuste oferecido neste ano é de 4% e dividido em duas vezes. A inflação do período foi de 6,59% na data base em abril. Ou seja, os salários só vão perdendo o poder de compra. E com a redução das horas extras, segundo os empregados, a renda será reduzida drasticamente.

No final da tarde, um telefonema do presidente do Sinttel-ES, Nilson Hoffmann, para o diretor da empresa, Rodrigo Brasil, solicitou o adiamento da implantação da nova escala. Pediu também que a empresa indicasse um gestor para que viesse até o Estado e explicasse com mais detalhes as razões para a mudança da escala ora existente.

Além da folga, o SINTTEL-ES  solicitou uma compensação financeira em função do trabalho aos domingos.

A empresa ficou de analisar a situação e dar uma posição ao Sindicato nesta quinta-feira.

Inscreva-se para receber notícias do SINTTEL-ES pelo WhastApp.
Envie uma mensagem com o seu nome (completo) e o de sua empresa para (27) 98889-6368

Pin It on Pinterest

Sinttel-ES