Notícias

CUT pede audiência ao STF para falar sobre terceirização

31/10/2016 - 17h47 - Sinttel-ES - Redação
Imprimir

Antes queo Supremo Tribunal Federal julgue a Terceirização como quer o empresariado brasileiro, geral e irrestrita a todos os seguimentos, a Central Única dos Trabalhadores (CUT) enviou ofício à presidência do STF, Ministra Carmem Lúcia, reiterando solicitações de audiência feitas em 22 e 29 de setembro sobre vários processos trabalhistas em julgamento, principalmente a Terceirização – Recurso Extraordinário (RE nº 958.252).

A insistência no pedido de audiência, segundo a CUT, justifica-se em virtude da recente inclusão em pauta de julgamento do RE nº 958.252, que ocorrerá em 9 de novembro e que trata de um tema  de grande repercussão no seio da classe trabalhadora terceirizada no país.

A CUT é a maior central sindical brasileira, com abrangência territorial nacional, com expressiva representatividade, e tem por compromisso defender os interesses da classe trabalhadora, motivo pelo qual tem se dedicado ao estudo e pesquisa destes assuntos. Assim, pode colaborar com a Corte, prestando informações atualizadas, relevantes e pertinentes sobre o tema da terceirização.

Comparecerão à audiência  Vagner Freitas, Presidente da CUT; Valeir Ertle, Secretário de Assuntos Jurídicos da CUT; e os advogados José Eymard Loguercio e Fernanda Caldas Giorgi, assessores jurídicos da Central. Comparecerão, ainda, representantes de outras centrais sindicais: União Geral de Trabalhadores (UGT), Força Sindical, Nova Central Sindical de Trabalhadores, Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB), Intersindical e Conlutas.

Inscreva-se para receber notícias do SINTTEL-ES pelo WhastApp.
Envie uma mensagem com o seu nome (completo) e o de sua empresa para (27) 98889-6368

Sinttel-ES