Notícias

Assembleia na BrasilCenter rejeita proposta de Acordo

20/05/2022 - 21h13 - Sinttel-ES - Redação
Imprimir

Apesar de toda a pressão feita pela empresa, 348 votos foram suficentes para reprovar a proposta da BrasilCenter para a renovação do Acordo Coletivo 2022/2023.

A assembleia realizada nos dias 19 e 20 de maio,  pelo sistema de  votação on-line do Sinttel-ES, teve a participação de 627 trabalhadores e trabalhadoras da BrasilCenter. Destes, 274 votaram para aceitar a proposta (45%). Outros 348, ou 55% dos votos rejeitaram. Apenas 5 abstenções foram registradas.

Em termos percentuais, apenas 45% dos trabalhadores e trabalhadoras participaram da assembleia. A listagem enviada pela empresa tinha 1.390 nomes dos/as empregados/as. Compareceram 627. Recusaram a proposta 55% dos votantes na assembleia.

O próximo passo, agora, é informar a empresa sobre esse resultado e voltar às negociações, o que será feito nesta segunda-feira (22).

A resposta da assembleia mostra para BrasilCenter que é preciso melhorar a proposta. O Sinttel reforça que a proposta foi recusada proque é muito ruim para a maioria do quadro de funcionários.

Por que a proposta foi recusada? A  BrasilCenter não quis a reposição total das perdas salariais.

A inflação do período foi 11,73%. Isso significa que os salários deveriam ter 11,73% de reajuste para terem o mesmo poder de compra que tinham em abril do ano passado.

A BrasilCenter ofereceu:
  1.  Para os REP  — zero de reajuste.
  2.  Para os REP de Serviços Especializados —  1,73% de reajuste em novembro.
  3.  Para os demais salários —  8,21% -> 4% em julho e 4,21% em novembro. E mais um abono de 20% do salário
  4.  Tíquete —  8,21% -> 4% em julho e 4,21% em novembro. E mais R$ 100,00 em maio
  5.  Demais benefícios —  8,21%  -> 4% em julho e 4,21% em novembro
Achatamento do Salário dos REP Especializados

A diferença entre o salário mínimo recebido pelo REP e o salário do REP ESPECIALIZADO vem caindo a cada ano

Em 2017 era de R$ 71,79. No ano seguinte, a diferença aumentou para R$ 71,94. Dai pra frente, a estratégia da empresa é fazê-lo chegar ao salário mínimo.

Até 2019 a diferença meio que se mantinha. De 2020 para cá a diferença revela o achatamento: R$ 28,85. Em 2021 R$21,64.

E se a proposta da empresa fosse aceita, a diferença cairia para R$ 19,40.

É inaceitável.

E para o corpo de administrativos, gerentes, supervidores, coordenadores?

8,21% -> 4% em julho e 4,21% em novembro. E mais um abono de 20% do salário que só entra uma vez e não é incorporado aos salários.

Ninguém é bobo. Esses são os motivos: 8,21% parcelado quando a inflação foi de 11,73% em abril.

Reajuste de 1,73% em novembro para os Especializados.

Esperanos que a BrasilCenter mostre que é capaz de enxergar as dificuldades dos seus empregados e venha com uma proposta mais razoável.

 

 

Inscreva-se para receber notícias do SINTTEL-ES pelo WhastApp.
Envie uma mensagem com o seu nome (completo) e o de sua empresa para (27) 98889-6368

Pin It on Pinterest

Sinttel-ES