Notícias

ACUMULAR FORÇAS E AVANÇAR PARA MUDAR O BRASIL

05/01/2023 - 12h55 - Sinttel-ES - Tania Trento
Imprimir

Um país da Esperança renasce neste 2023.

A história recente apresentou muitos desafios para a classe trabalhadora, em particular para os SINDICATOS. A síntese que fazemos é que seguimos acumulando forças na construção de uma sociedade justa, igualitária, democrática, respeitando os diferentes seja na cor da pele, na religião, na sua opção sexual e de família.

Estivemos juntos no combate ao fim da discriminação, intolerância e preconceitos contra as mulheres (misoginia, machismo, sexismo); contra a classe trabalhadora (classismo); racial (racismo); contra pessoas trans (transfobia)homossexuais (homofobia); contra gordos (gordofobia) contra deficientes físicos (capacitismo) e pessoas estrangeiras (xenofobia).

No SINTTEL-ES a luta sempre foi e será em defesa de todos e todas, importando somente o ser humano e sua condição de vida, que deve ser valorizada, respeitada e com ampliação dos direitos e garantias trabalhistas.

Vivenciamos no últimos seis anos, depois do impeachment da Presidenta Dilma Rousseff a tática da resistência ativa, mantivemos a unidade organizativa e resistimos a repressão promovida pelo governo genocida. Uma repressão representada pelo desmantelamento das políticas publicas para os mais pobres, a reforma trabalhista que retirou direitos, tentou sufocar os sindicatos na sua forma de financiamento, restringiu o acesso dos trabalhadores à Justiça do Trabalho e, de quebra, tentou nos criminalizar. E o mais grave, reduziu o poder de compra da classe trabalhadora.

Nossa tática está vinculada a capacidade de fazer cumprir a Constituição Federal, a CLT e ampliar os direitos e benefícios nos acordos e convenções coletivas de trabalho. E fizemos isso no setor de prestação de serviços em rede, provedores de internet, teleatendimento e operadoras.

O SINTTEL-ES e a FEDERAÇÃO LIVRE se engajaram na defesa e proteção dos trabalhadores o durante os anos duros do COVID. Negociaram as condições do home office, a ajuda de custo, os equipamentos de proteção. Reagiram contra as demissões durante a pandemia e na reestruturação da Oi, estabelecendo planos de incentivo, reaproveitamento de mão de obra, novos acordos com as empresas de Fibra.

Seguimos com nosso plano de preservar os direitos trabalhistas conquistados e mais aqueles que não têm leis que garantam, como reajustar anualmente os salários e benefícios, auxílio-alimentação, creche, filho com necessidades especiais,  plano de saúde, PPR.

Reafirmamos o compromisso com as lutas da CUT e demais centrais contra o assédio sexual e moral, principalmente durante as eleições em que patrões impuseram aos trabalhadores que votassem em seus candidatos. Denunciamos a fome e a miséria que a classe trabalhadora foi jogada. Levamos empresas a se explicarem na justiça e pagar os prejuízos aos trabalhadores.

No campo da comunicação com os trabalhadores aproximamo-nos,  seja com os canais  como WhatsApp e You Tube, seja com as assembleias online que permitiram a maior participação dos técnicos, teleoperadores, seja pela redes sociais do Facebook, Instagram e Twitter.

Dedicamos energias de muitos companheiros e companheiras na participação efetiva da campanha eleitoral, na eleição do presidente Lula e esperamos que seu governo com os ministros escolhidos tenham bastante sucesso e que possamos pressionar para garantir mais avanços.

Em 2022 muitas energias foram despendidas. Obtivemos algumas conquistas. Temos muito o que celebrar. E muito mais estará por vir!

Convidamos você a seguir na luta, sempre!!!

Inscreva-se para receber notícias do SINTTEL-ES pelo WhastApp.
Envie uma mensagem com o seu nome (completo) e o de sua empresa para (27) 98889-6368

Pin It on Pinterest

Sinttel-ES