Notícias

A intolerância na Telemont beira o escárnio

02/02/2017 - 16h35 - Sinttel-ES - Redação
Imprimir

Vanderlei Rodrigues – diretor do Sinttel-ES

Na tarde desta terça-feira, dia 1/02, o diretor do Sinttel-ES, Vanderlei Rodrigues da Vitória, escreveu um e-mail para o gerente da Telemont, Getúlio Cardoso Pinto, demonstrando nossa preocupação com a Febre Amarela, epidemia que vem se alastrando em nosso Estado e com os trabalhadores de campo da empresa, que estão expostos.

A posição do gerente da Telemont é algo surreal. Em nenhuma das 22 palavras da resposta de Getúlio se nota qualquer preocupação. O que se percebe é a falta de respeito da alta chefia  para com o seu corpo de funcionários. O conteúdo, recheado de intolerância, beira o escárnio. São palavras de desprezo e deboche da Telemont para uma situação preocupante como a epidemia de Febre Amarela, que pode atingir os empregados.

Só faltou dizer aquele jargão de um dos personagens – Justo Veríssimo – do humorista Chico Anísio: “Eu quero que todo pobre se exploda”.

Vanderlei fez uma comunicação informal, que teve como pano de fundo uma outra comunicação recebida pelos diretores do Sinttel – empregados da Operadora Oi. Ao contrário da Telemont, além de alertar para o risco da contaminação, a Oi convidava os/as trabalhadores/as a tirarem suas dúvidas com a equipe de saúde, e que disponibiliza a compra de repelentes pelo Benefício Farmácia, que deve ser aplicado a cada 4 horas”.

Veja o teor do e-mail de Vanderlei:

Boa tarde!

Um grande numero de casos da doença, estamos todos apreensivos para que a empresa tome uma posição, contamos com a atenção da diretoria desta empresa pois para nossa empresa os nossos colaboradores são mais importantes.

Eis a resposta do gerente da Telemont, Getúlio:

Saúde Pública!
Vamos cobrar dos agentes públicos, em especial dos governos do PT que devem explicações para a população.
Quando vai ser a manifestação?
(Enviado via iPhone)

O gerente manda o sindicato cobrar dos agentes públicos. Imagina se isso é atitude de um gestor?

Getúlio Cardoso Pinto, gerente da Telemont

Será que Getúlio está dando sinais de senilidade e confundindo o ES com MG? Lá é que tem um governador Fernando Pimentel – que é do PT.  O governador do ES é Paulo Hartung, do PMDB e que já vai para o 10º ano de mandato. E só a título de informação, Getúlio, o PT não governa o ES desde 1997, quando Vitor Buaiz foi substituído por José Ignácio.

E quando vai ser a manifestação?

— Quando o senhor quiser! É só liberar os/as trabalhadores/as – como a Telemont fez nos dias 16 e 21 de dezembro do ano passado, quando foram para a sede do Sinttel  – a mando da chefia – pressionar para que se retirasse a Ação de Cumprimento, julgada pelo TRT-ES no dia 31/01, e que se consagrou em mais uma derrota, acachapante, para a empresa.

Certamente essa é a questão. Não interessa se tem epidemia de Febre Amarela e que pode atingir os empregados. O que conta é o lucro, a exploração da mão de obra com salários baratos, perpetuando a precarização, imposta por empresas como a Telemont que tem 16 mil empregados pelo país a fora. E se isso de alguma forma isso estiver ameaçado, nós veremos atitudes medíocres se sobrepondo ao bom senso.

Inscreva-se para receber notícias do SINTTEL-ES pelo WhastApp.
Envie uma mensagem com o seu nome (completo) e o de sua empresa para (27) 98889-6368

Sinttel-ES