Notícias

Sinttel visita DGs da Telemont/Oi e encontra muitas irregularidades

26/02/2013 - 9h01 - Sinttel-ES - Redação
Imprimir

Nesta segunda-feira, dia 25/02, o Sinttel-ES fez uma visita surpresa aos locais de trabalho dos empregados da Telemont – empreiteira da Operadora de Telefonia OI, nos muncípios de Piuma, Marataízes e Itapemirim, no sul do Estado.

Foram constatadas diversas irregularidades e sucateamento das instalações, o que põe em risco a vida dos trabalhadores. Os locais de trabalho tem muita sujeira, mato, portas, pias, vasos sanitários quebrados, mesas e cadeiras em péssimo estado de conservação. Ainda faltam equipamentos.

O diretor do Sinttel-ES, Vanderlei da Vitória, disse que os empregados se viram como pode. Ele contou que na volta da visita encontrou um grupo de trabalhadores podando árvores, protegendo os cabos de fibra ótica, na Rodovia do Sol, em Vila Velha. Parou para observar o trabalho, quando viu que um dos trabalhadores tinha um corte no braço direito. Questionou-o sobre o ferimento e o operário relatou que havia se cortado ao fazer as podas. Ele não usava o mangote em raspa, uma proteção para os braços, necessário para o serviços como o que ele estava executando.

Na noite do mesmo dia, Vanderlei fez um e-mail com as fotos e enviou para a gerência e demais chefias da Telemont no ES. questionou o fato de ser cabistas, executando poda de árvores, se nem foram treinados para isso.

Hoje, pela manhã recebeu um telefonema de um certo coordenador geral, defendendo a empresa e ridicularizando a preocupação do diretor do Sinttel. Ao ver a foto com o corte no braço do operário, o coordenador minimizou o “cortinho” dizendo que os empregados da Telemont não trabalham em “salão de beleza”. Para Vanderlei não é o pequeno corte, mas sim o fato de o trabalhador estar desprotegido e o perigo que está a sua volta. “Assim como foi pequeno, poderia ter sido maior e pior”, disse.

Descaso e desrespeito

Assim como este coordenador tratou com descaso e menosprezo a situação vivida pelo empregado, os gerentes também não se importam com os problemas das instalações nos locais de trabalho. O sucateamento é geral, destacou o presidente do Sinttel-ES, Nilson Hoffmann. “Há meses o Sinttel vem cobrando da Telemont providências, mas é um jogo de empurra entre a Oi e sua contratada. Ambas não querem se responsabilizar pelos prédios que estão jogados à deteriorização geral. E não é diferente com os equipamentos de proteção aos trabalhadores. Há um relaxo geral”.

Acompanhe pelas fotos, os problemas das intalações e como vivem os trabalhadores em seus locais de trabalho. Estas fotos são do DG de Itaipava, localidade de Itapemirim, município distante 100 km da capital.

Inscreva-se para receber notícias do SINTTEL-ES pelo WhastApp.
Envie uma mensagem com o seu nome (completo) e o de sua empresa para (27) 98889-6368

Pin It on Pinterest

Sinttel-ES