Notícias

Por que a LOGA ainda não reajustou os salários conforme a CCT?

03/09/2022 - 8h33 - Sinttel-ES - Tania Trento
Imprimir

O Sinttel-ES esclarece aos trabalhadores/as das várias empresas controladas pelo Grupo LOGA, que não está havendo negociações entre o Sindicato e a empresa para tratar de Acordo Coletivo de Trabalho visando, principalmente a discussão sobre reajuste salarial, porque isso já foi decidido quando da aprovação da proposta para a renovação da Convenção Coletiva de Trabalho(CCT) das Empresas Provedoras de Internet.

A assembleia que aprovou reajustes salariais e nos benefícios para todas as empresas provedoras de internet no Espírito Santo, foi realizada nos dias 28 e 29 de julho de 2022.

A Convenção Coletiva aprovada pelos trabalhadores estabelece:
Reajuste para Salários e Pisos por função: 8% em duas parcelas nos meses de julho e outubro/22 e
Reajuste de benefícios: 8% a partir de julho no demais benefícios, incluindo o auxílio-alimentação (tíquete).

Esta CCT é a que todas as empresas provedoras de serviços de internet, cuja data base é maio, incluindo empresas do Grupo Loga, têm que cumprir.

Depois da assembleia, representantes da Loga solicitaram uma reunião com o SINTTEL-ES, no dia 10 de julho.

O SINTTEL-ES nunca se nega a conversar com as empresas. Mesmo porque, já negociamos com a Loga outros interesses dos trabalhadores como jornada, escalas, bancos de horas, por exemplo, e que não estão garantidos na CCT. Cada empresa trata destas questões de forma diferente, o que para sindicato é comum.

Para surpresa do presidente, Nilson Hoffmann e do diretor do SINTTEL, Reginaldo Biluca, que foram até a sede da empresa, representantes da Loga alegaram que não gostariam de aplicar os reajustes previstos na Convenção Coletiva aprovada e que está em vigor. Segundo eles, a empresa já pratica salários bem acima do mercado e, por isso, não querem reajustá-los.

O Sindicato não aceitou, argumentando que não se trata de reajuste individual e, sim, coletivo.

O presidente do Sindicato destacou que este é o único momento, a data base, para que os trabalhadores consigam repor, pelo menos em parte, o poder de compra dos salários, diante da inflação alta que enfrentamos. E que, se tem empregados que ganham mais do que o previsto na CCT é por mérito de cada um.

O presidente também lembrou que há mais de 10 anos o SINDICATO negocia com a empresa e que é normal, ao longo desse tempo, que os salários tenham evoluído e alguns cargos tenham chegado num patamar maior do que o que está previsto na CCT. Porém, isto não é motivo para não se corrigir os salários atuais, que sofrem perdas do mesmo jeito.

Portanto, o SINTTEL NÃO VAI REDISCUTIR aquilo que já foi aprovado em assembleia e cabe às empresas cumprirem. O SINTTEL foi muito claro para o GRUPO LOGA que não aceita discutir qualquer coisa diferente daquilo que já foi tratado em várias reuniões com o SINDICATO NACIONAL DAS EMPRESAS (SINSTAL) e aprovado pelos trabalhadores. Só se a proposta for melhor do que a CCT.

Estamos abertos para tratar com a Loga, possíveis ajustes em relação a qualquer assunto pertinente ao dia a dia dos/as trabalhadores/as, mas isto, não envolve reajuste de pisos, salários e benefícios.

Entenda a Convenção aprovada pelos trabalhadores:

Assembleia aceita reajuste e abono das Provedoras de Internet

Provedoras propõem 8% e abono R$250. Decisão na Assembleia: 28 e 29/07

Inscreva-se para receber notícias do SINTTEL-ES pelo WhastApp.
Envie uma mensagem com o seu nome (completo) e o de sua empresa para (27) 98889-6368

Pin It on Pinterest

Sinttel-ES