Notícias

BrasilCenter vai pagar o dia 13 de março, descontado ilegalmente

09/07/2013 - 7h29 - Sinttel-ES - Redação
Imprimir

O Sinttel processou a BrasilCenter por ter descontado o dia de trabalho dos empregados, quando a região de Vila Velha ficou inundada devido à precipitação de fortes chuvas. A empresa não aceitara os argumentos dos empregados,  como a falta de ônibus coletivos e a impossibilidade de locomoção para se chegar ao local de trabalho.

 “Chuva deixa passageiros ilhados em terminal de Vila Velha

As chuvas que atingem a Grande Vitória desde a segunda-feira (18) deixaram passageiros ilhados dentro do Terminal de Vila Velha. A prefeitura do município acionou o Exército para remover as pessoas do local. Em Vitória, as chuvas obstruíram as principais vias da cidade e gerou um deslizamento que destruiu uma casa e um restaurante. Segundo o proprietário do restaurante, Marco Ortiz, a lama escorreu rapidamente. Não houve vítimas.Chuva em Vila Velha

Segundo a Prefeitura de Vila Velha, os alagamentos impediram que os ônibus circulassem nas imediações do terminal e no bairro Cobilândia, os moradores também tiveram que ser resgatados pelo Exército.

O acesso entre Vitória e Vila Velha, que é feito pela Terceira Ponte, também foi prejudicado pela chuva. Pela manhã, a recomendação era de que os motoristas que seguiam no sentido Vitória-Vila Velha retornassem devido os pontos de alagamento nas principais vias da cidade. De acordo com a Defesa Civil do Espírito Santo, desde a madrugada, alagamentos se multiplicam por toda a região metropolitana, com ventos que variavam de 40 a 90 km. Árvores foram derrubadas (…)”.

Esse é um trecho da matéria publicada na internet pelo site Uol Notícias, em 19/03/2013. A reportagem demonstra claramente como eram ruins e perigosas as condições climáticas daquele dia e as dificuldades para enfrentar o caos que se instalou depois da “tempestade” que veio acompanhada de ventos com até 90 km/h.

Mas o que era óbvio para muitos cidadãos, não foi para a BrasilCenter que, implacavelmente, descontou o dia de trabalho e o descanso remunerado de centenas de empregados que, pelas condições impostas, não puderam se deslocar ao trabalho.

O Sinttel-ES mais uma vez sai em defesa dos trabalhadores. Porém, não bastou conversar, foi preciso uma ação na Justiça do Trabalho contra a BrasilCenter para reaver o prejuízo dos empregados, que, além de terem de enfrentar as conquências das fortes chuvas, ainda perderam nos salários.

Leia a ata da audiência 

No audiência, a empresa se apressou em dizer que concordava em pagar, na folha de pagamento do mês de agosto,  o que descontou no dia 19/03 . A juiza, Rosaly Stange Azevedo, da 7ª Vara do Trabalho de Vitória, também mandou a empresa pagar os reflexos, que são o repouso semanal remunerado, FGTS e abonar a falta dos empregados.

O Sinttel pede aos trabalhadores/as da BrasilCenter que prestem atenção aos contracheques do mês de agosto e fiscalizem se a empresa pagou as verbas descontadas. Se empresa não pagar, o Sinttel deve ser avisado, pois a juiza deu prazo de 10 para que a BrasilCenter comprove que pagou, sob pena de a ação voltar a ser julgada.

O acordo feito com a juiza também determina que caberá ao Sinttel informá-la, caso a empresa decumpra o que ficou estabelecido. O silêncio do Sinttel será visto como quitação da dívida. Portanto, fiquem de olho no contracheque e, se houver problemas, contate o Sinttel tel. 3223-4844. Fale com Mariângela.

Inscreva-se para receber notícias do SINTTEL-ES pelo WhastApp.
Envie uma mensagem com o seu nome (completo) e o de sua empresa para (27) 98889-6368

Pin It on Pinterest

Sinttel-ES