Notícias

54% dos empregados da BrasilCenter aceitam proposta de ACT

27/05/2013 - 9h20 - Sinttel-ES - Redação
Imprimir

Acordo da Brasil Center foi aceito. Participaram da votação 1552 empregados e 54% disseram sim à proposta de reajuste da empresa. Votaram contra 707 trabalhadores/as.

A assembleia de avaliação da proposta da BrasilCenter para o Acordo Coletivo de Trabalho 2013/2014 aprovou o que a empresa ofereceu. A votação foi pelo voto secreto. O Sinttel-ES levou as urnas para a portaria da empresa, colhendo os votos entre às 11h e 16 horas, objetivando permitir que a maioria dos 2.500 trabalhadores no callcenter pudessem votar. Destes, 1552 empregados participaram, sendo que 841 marcaram um x no SIM, e 707 assinalaram o Não. Apenas dois votos foram anulados. Desta forma, a proposta da empresa foi aceita.

Após reuniões entre o Sinttel e a BrasilCenter, na última semana, uma proposta foi feita para a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho para os trabalhadores do Call Center de Vila Velha, que atende à Embratel e Claro. Mas, assim que o Sinttel distribiui um informativo anunciando a assembleia, a gerência da BrasilCenter começou o convencimento de sua proposta, pressionado e ameaçando os empregados. “Uma atitude combatida pelo Sinttel já que as negociações devem ter como base a boa fé e não esse jogo sujo praticado contra a liberdade e autonomia que os trabalhadores devem ter para decidir o que é melhor para eles”, disse o presidente do Sinttel-ES, Nilson Hoffmann.

Longe de atender as reivindicações mais importantes dos trabalhadores, o Acordo não avança, se resume em reajuste de salários e benefícios, e não considera outros itens reivindicados como Plano Odontológico, previdência complementar, aprovados em assembléia da categoria. Em que pese os reajustes de alguns benefícios terem sido oferecidos acima da inflação, é nos salários que o bicho pega.

A empresa só ofereceu 7,22% (INPC) para reajustar os salários e propôs ainda aumentar o piso para R$700,00, mas somente a partir de junho/2013. Ou seja, durante seis meses os trabalhadores vão ganhar Salário Mínimo e no resto do ano uma merrequinha a mais.

O Sinttel acha que a empresa pode pagar um piso maior do que este. Assim como para os demais salários, que somente terão o reajuste da inflação do período (7,22%) e sem nenhum ganho real.O piso, por exemplo, que até dezembro era de R$ 650,00, terá um reajuste de 7,69% indo para R$700,00, enquanto que o salário mínimo teve um ganho, em janeiro, de 9%.

Considerando que a proposta reajusta o piso somente em junho, a Brasilcenter está provocando um achatamento dos salários dos seus empregados em relação ao salário mínimo. Se continuar assim, logo a empresa estará pagando somente o mínimo como piso.

Veja a proposta aprovada

Piso salarial para os empregados com carga horária de 180 horas: R$ 700,00 a partir de junho de 2013.

Ajuste salarial: INPC 7,22% para todos os empregados fora do piso salarial, exceto o gerente geral de Call Center a partir da data base (1º de abril).

Ticket refeição/Alimentação para os empregados com jornada de 36 (trinta e seis) horas semanais ou 180 (cento e oitenta) horas mensais: R$ 7,00 (16,67% de ajuste) a partir da data base (1º de abril).

Ticket refeição/Alimentação para os empregados com jornada de 44 (quarenta e quatro) horas semanais ou 220 (duzentas e vinte) horas mensais: R$ 13,10 (9,17% de ajuste) a partir da data base (1º de abril).

Auxílio Creche: R$ 375,00 aos filhos de empregadas, com até 48 (quarenta e oito) meses de idade. Antes eram 36 meses.

Auxílio Educação Especial: R$ 510,00

As demais cláusulas do acordo anterior 2012/2013 permanecem inalteradas.

Os pagamentos retroativos serão feitos no próximo ciclo da folha de pagamento, caso seja aprovado,  após a assembleia.

Contribuição da taxa de fortalecimento

Na assembleia realizada no dia 15 de março último, foi aprovada uma contribuição de todos os trabalhadores da Brasilcenter, como forma de fazer frente aos gastos do Sindicato para a campanha salarial. A contribuição será de 3% do salário nominal, divididos em três parcelas de 1% que será descontado a partir do mês seguinte a data do fechamento do acordo. Ou seja, se for aprovado ainda este mês, os descontos serão realizados nos meses de junho, julho e agosto.

Cumprindo o que determina a legislação, aqueles que não concordarem com o desconto, deverão entregar no sindicato, uma carta informando da recusa do desconto. O prazo que foi aprovado na assembleia citada acima é de 15 dias após a aprovação da proposta. Desta forma se dia 17/05 for aprovada o prazo será dia 03/06/2013.

Inscreva-se para receber notícias do SINTTEL-ES pelo WhastApp.
Envie uma mensagem com o seu nome (completo) e o de sua empresa para (27) 98889-6368

Pin It on Pinterest

Sinttel-ES