Notícias

1 ano depois, trabalhadores da Telemont/Oi continuam sofrendo com o calor em Guarapari

21/01/2013 - 8h53 - Sinttel-ES - Redação
Imprimir

Há exatos um ano, no dia 21 de janeiro de 2012, o Sinttel-ES publicou matéria denunciando as péssimas condições de trabalho dos técnicos da Telemont/Oi em Guarapari, município distante 45 km da capital. A situação continua a mesma, segundo o diretor do Sinttel-ES Vanderlei da Vitória.

Republicamos a matéria.

Técnicos da Telemont – empresa contratada pela Operadora Oi para reparos e instalações na sua rede de telefonia externa – estão sofrendo com as péssimas condições de trabalho. A denúncia foi feita pelo diretor do Sinttel-ES, Vanderlei da Vitória, que foi a Guarapari vistoriar as bases da empresa, depois que os trabalhadores reclamaram com o Sindicato.

Na sexta-feira (20/01/2012), Vanderlei esteve em Guarapari, cidade famosa pelas praias monazíticas, e constatou que o ambiente de trabalho é inadequado, pois vários aparelhos de ar condicionado estão com defeito. “Os trabalhadores sofrem com o ambiente muito quente e isso vem causando problemas de saúde”, explicou o diretor.

O diretor fotografou os locais de trabalho e conversou com os trabalhadores. Segundo relatos, há mais de um ano a Telemont não paga o adicional de penosidade. Ou seja, o trabalhador se empenha, dá literalmente o seu suor para a empresa e não recebe o reconhecimento pelo esforço.

O que é adicional de penosidade?

Adicional de penosidade encontra-se previsto no artigo 7º, inciso XXIII da Constituição da República, inserido no mundo jurídico juntamente com o adicional de insalubridade e periculosidade.

Trata-se de uma modalidade de indenização que será destinada a todo tipo de atividade que, embora não cause efetivo dano à saúde do trabalhador, possa tornar sua atividade profissional mais sofrida, desde que não percebam qualquer outro adicional.

Por exemplo: os trabalhadores que exercem sua atividade de pé, ou tenham que enfrentar filas, ou se sujeitem ao sol ou à chuva, ou trabalhem sozinhos, tenham que levantar muito cedo ou muito tarde, ou com produtos com odores extremamente desagradáveis.
(Maria José Bezerra da Silva – Enfermeira do Trabalho)

O Sinttel vai chamar a empresa para discutir o problema. Caso não sejam resolvidos, o sindicato fará denuncias ao Ministério do Trabalho, pedindo uma rigorosa fiacalização na Telemont.

Inscreva-se para receber notícias do SINTTEL-ES pelo WhastApp.
Envie uma mensagem com o seu nome (completo) e o de sua empresa para (27) 98889-6368

Pin It on Pinterest

Sinttel-ES