Notícias

Foi demitido, mas tem dúvida se recebeu tudinho? O Sinttel confere

04/04/2018 - 17h13 - Sinttel-ES - Redação
Imprimir

O Sinttel-ES dispõe de funcionários especializados em fazer a conferência dos cálculos trabalhistas nas rescisões de contrato para os trabalhadores sindicalizados

Com a nova lei da Reforma Trabalhista valendo desde 11 de novembro de 2017, uma das alterações foi a desobrigação de homologação das rescisões de contrato nos sindicatos. Antes dessa lei, a homologação das rescisões de contrato eram obrigatórias para empregados que tivessem mais de um ano de carteira assinada. Elas poderiam ser feitas no Sindicato ou nas delegacias do Ministério do Trabalho.

Algumas empresas deixaram de fazer essas homologações no Sinttel-ES, outras não. Essa mudança da lei só prejudicou os trabalhadores, pois por desconhecimento das leis e dos acordos e convenções coletivas de trabalho que garantem benefícios, no caso dos empregados e, desrespeitos aos direitos por parte de maus patrões, era necessária a conferência no Sindicato. Muitas vezes, havia erros de cálculos feitos pelas empresa e era o Sindicato quem alertava os trabalhadores, o que ocasionava diversas reclamações trabalhistas na Justiça do Trabalho.  Ou seja, a nova lei trabalhista beneficiou aquelas empresas que costumam sonegar os direitos dos trabalhadores.

Hoje, o trabalhador enfrenta uma realidade adversa. O empregado que não é filiado ao seu sindicato representante fica sem saber se teve prejuízo no “acerto de contas” de uma demissão sem justa causa, por exemplo. É que os trabalhadores sindicalizados ao Sinttel-ES têm direito à conferência dos cálculos, mesmo quando a rescisão não foi feita perante o Sindicato.

Esse é um serviço que o Sindicato coloca à disposição daqueles que financiam a luta por melhores salários, direitos e benefícios.

 

 

Receba o Resumo de Notícias do Sinttel-ES no seu WhatsApp.
Mande uma mensagem (olá, oi, ei) pelo WhatsApp para o número (27) 98889-6368 e você será cadastrado.

Sinttel-ES